Posts

Moxa e uma noite de sono mais tranquila

Acredite, existe diversos benefícios da moxa, descubra nesse artigo como o uso desta terapia pode te ajudar a ter uma noite de sono mais tranquila.

A insônia é um problema cada vez mais recorrente. Você pode conversar com pessoas próximas: com certeza alguém vai afirmar ter problemas para dormir.  A insônia é um distúrbio persistente que afeta a saúde e a qualidade de vida. Geralmente as pessoas já começam o dia se sentindo cansadas, têm problemas de humor, falta de energia e o desempenho no trabalho ou nos estudos é prejudicado. Muitos apresentam dificuldades para dormir em algum momento da vida, mas outros têm insônia crônica, que pode durar um período de tempo muito maior do que o normal.

Este problema ocorre pelo excesso de energia concentrado em nossa mente e em nossos pensamentos, não conseguimos dormir devido a ansiedade do que ainda está por vir, ou seja, as aflições do dia-a-dia impedem que o sono chegue naturalmente até nós.

E sabemos que o sono é imprescindível para nossa saúde física e mental e com a falta desse necessário desligamento para nossa reposição energética, o estresse, a ansiedade e falta de disposição (sendo estas apenas algumas das consequências de noites mal dormidas) se tornam recorrentes.

Existem três tipos principais de insônia:

  • inicial (dificuldade para começar o sono);
  • intermitente (dificuldade de se manter dormindo ininterruptamente – a pessoa acorda várias vezes durante a noite);
  • terminal (despertar muito cedo, antes do que gostaria ou deveria).

Qualquer que seja o tipo de insônia, ela causa sintomas como sensação de cansaço durante todo o dia, irritabilidade, ansiedade, dificuldade de concentração, dor de cabeça e problemas digestivos.

As principais causas da insônia são: estresse e preocupações, ansiedade, depressão, maus hábitos alimentares, falta de atividades físicas, dor crônica e dificuldade para respirar. O uso inadequado de algumas medicações e o consumo excessivo de álcool, cigarro e outras drogas agravam a situação.

Na MTC, essa falta de paz na mente é considerada como excesso de chi (energia) na cabeça. E um dos métodos e técnicas da MTC para combater e tratar a insônia é a moxaterapia.

As propriedades da moxa vão manter a insônia longe, além de diversos outros benefícios ela proporciona, no entanto, tente sempre priorizar seu sono, você verá mudanças também em outras áreas da sua vida e na sua saúde, principalmente!

Que acha de conhecer melhor o tratamento??

Venha agende uma consulta, independente oriento que procure um profissional responsável e habilitado para iniciar tratamento do descobrir-se.

Mantenha-se em equilíbrio!! #descobrirseé

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

Acupuntura no tratamento da Dor Ciática

A dor ciática (ciatalgia) tem sido algo bastante comum atualmente. Na verdade, a ciatalgia é mais um sintoma do que uma patologia propriamente dita.

A dor ciática pode ser causada pela compressão, inflamação ou irritação de uma ou mais raízes nervosas que nascem na medula espinhal e vão formar o nervo ciático (ou isquiático). Para conhecimento, o nervo ciático é o maior nervo do corpo, começando na 4ª vértebra da coluna lombar e estendendo-se pela face posterior do quadril, desce por trás da coxa e do joelho de cada perna até alcançar o dedo maior do pé (hálux).

As causas de compressão desse nervo podem ser hérnias de disco, traumas, tumores, osteoartrite, desgaste de estruturas da coluna, deslizamento de vértebras devido a fraturas por pressão. Cito alguns sintomas que podem ou não ocorrer ao mesmo tempo: dor que começa na coluna lombar e irradia para a parte posterior da coxa e da perna (a dor pode irradiar também para a lateral da perna); aumento de dor na perna ao tossir, espirrar ou com estiramento da coluna; diminuição da força muscular; perda de sensibilidade na região afetada; aumento da dor ao elevar o membro inferior na posição deitada, claro que poderá variar de pessoa para pessoa e geralmente, pioram à noite.

Os tratamentos convencionais quando o paciente está em crise aguda são baseados em anti-inflamatórios e analgésicos e na correção das causas da compressão do nervo. Além disso, a fisioterapia e a acupuntura auxiliam no alívio da dor. A atividade física também é importante tanto para aliviar as dores quanto para prevenir novas crises, mas deve ser realizada de acordo com as limitações de cada paciente, com um profissional qualificado para tal.

Na acupuntura os resultados para a dor ciática tem sido excelentes. De acordo com a MTC, a dor ciática pode afetar a Bexiga e a Vesícula Biliar (canais onde circulam a energia do corpo). Fatores externos (como frio, vento e umidade) causam a obstrução desses órgãos, prejudicando a circulação de energia e sangue. A estagnação (parada) de energia e sangue pode ser agravada por traumatismos, como quedas e torções. Se o quadro se tornar crônico pode haver uma deficiência de nutrição no local, gerando também fraqueza muscular e até mesmo atrofia. O ideal é procurar o diagnóstico e o tratamento logo que as dores aparecerem para que não chegue a esse quadro.

Na anamnese (avaliação do paciente) é determinado o diagnóstico energético e equilibramos o fluxo de energia, e, removendo as estagnações, as dores melhoram. Poderá ser utilizado também de eletroestimulação, aurículoterapia, moxabustão. Reforço que de acordo com cada caso é traçado um tratamento específico.

Se você desconfia que possa ter algum tipo de compressão ou inflamação no nervo ciático, procure um médico para fazer o diagnóstico e começar a tratar o mais rápido possível!

Que acha de conhecer melhor o tratamento??

Venha agende uma consulta, independente oriento que procure um profissional responsável e habilitado para iniciar tratamento do descobrir-se.

Mantenha-se em equilíbrio!! #descobrirseé

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

 

Tudo sobre acupuntura na gravidez

By Andrea Shima

Uma das grandes vantagens de viver gestação e a criação de filhos nos dias de hoje é poder aproveitar todos os avanços e recursos da área da saúde. Assim, pode-se complementar o pré-natal, o parto e o pós-parto com tratamento como a acupuntura, para o alívio de incômodos, dores e mesmo para que eventos naturais, como a amamentação.

Prática segura durante a gravidez – porém com uma ressalva

A prática principal da acupuntura tem o objetivo de ativar pontos que estimulam e liberam substâncias e hormônios do próprio paciente para cuidar de suas dores e problemas de saúde. Fazendo uma analogia bem visual: “às vezes, as estradas do corpo ficam congestionadas e a acupuntura atua para liberar esses caminhos”, como explica Andrea Shima.

Esta técnica pode ser aplicada em todo o corpo, tanto em pontos locais (como em dores na lombar ou no ciático) quanto em pontos sistêmicos (aqueles que ficam espalhados pelo corpo e interferem de forma geral nos órgãos).

Porém, Andrea Shima salienta que para ter a segurança de que não haverá nenhum acidente neste sentido durante a gravidez, é imprescindível fazer as sessões de acupuntura com um/a profissional comprovadamente experiente no trato com gestantes e muito importante trocar ideias com o obstetra que esteja acompanhando a gestação, e ter desse profissional a aprovação sobre a possibilidade de se submeter ao referido tratamento. 

Feita essa ressalva, o resto é tranquilo: por tratar os pacientes com a ativação do que existe no próprio corpo apenas com as agulhas apropriadas, sem o uso de elementos artificiais, a acupuntura é uma alternativa aos tratamentos medicamentosos. A acupuntura é uma grande aliada em um período em que existem muitas limitações em relação a remédios e outros procedimentos.

Acupuntura durante a gestação

Já nas primeiras semanas da gravidez, quando algumas mulheres podem sofrer pequenos descolamentos de placenta, o método pode começar a ser empregado na gestante, pois pode prevenir que o problema progrida e resulte em um aborto espontâneo.

A acupuntura também serve para aliviar os desconfortos comuns da gravidez, auxiliando no tratamento desde enjoos à oscilações emocionais, passando por dores gerais, inchaço e alterações no sono ou no funcionamento do intestino. 

A quantidade de sessões depende de cada caso e, muitas vezes, já nas primeiras agulhadas a grávida pode ter seu bem-estar de volta – pelo menos até o surgimento de algum outro incômodo típico da gravidez. 

Bebê e sua posição incorreta? A acupuntura pode ajudar

Uma das coisas que mais tiram o sono das futuras mamães que desejam um parto normal é quando o bebê fica sentado ou na transversal dentro da barriga. De acordo com os especialistas, a acupuntura pode ajudar a reverter essa situação. Existem protocolos específicos para aumentar a movimentação fetal e auxiliar em seu encaixe. Neste caso, além das agulhas, utilizamos uma outra técnica da medicina chinesa, chamada moxabustão, que consiste em um bastão de artemísia utilizado para estimular os pontos de acupuntura por meio do calor.

Agulhas a favor do nascimento da criança

Trabalhos de parto lentos, em que as contrações demoram para ficar ritmadas e a dilatação parece não evoluir, podem ser muito beneficiados pela acupuntura. 

A prática também auxilia no estímulo ao início do trabalho de parto. A acupuntura pode amadurecer o colo do útero e induzir o início das contrações, sem a necessidade de indução medicamentosa.

 

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura