Posts

Bem-estar na primavera foque na Acupuntura!

Com as mudanças de estação mudam também as nossas características e comportamentos. A Primavera é o despertar depois do Inverno, e tal como as flores que começam a desabrochar com a temperatura suaves, também nós estamos com mais energia para viver, conviver e sair de casa.

Na Medicina Tradicional Chinesa as estações nos influenciam com um todo, temos para cada órgão um elemento, uma emoção, uma cor, um sabor, uma estação correspondente. Nas teorias da acupuntura, cada estação tem relação com um órgão ou sistema do corpo. Na primavera é o fígado, nesta época do ano, ele fica mais vulnerável e suas funções tendem a ficar desarmônicas.

Em primeiro lugar é preciso entender que o fígado é um órgão vital, sem o qual não é possível sobreviver. Além de ser o maior órgão sólido e a maior glândula do corpo, ele também é responsável por centenas de funções no nosso organismo e que, quando não funciona de maneira correta, sintomas como desânimo, estresse, enxaqueca, musculatura rígida, dor nos olhos e até mesmo emoções negativas como raiva e rancor, são mais comuns ou tendem a se intensificar.

Esse órgão influencia os tendões, os olhos, a circulação da energia pelo corpo e a produção de sangue. Quando existem desequilíbrios há tendência para tendinites, espasmos musculares (torcicolos, lombalgias), dor de cabeça, enxaqueca, conjuntivite, olhos vermelhos, visão turva, dores que se movem pelo corpo, opressão torácica, alterações menstruais, cansaço e falhas de memória.

 A acupuntura melhora os sintomas das disfunções advindas do fígado, restaurando seu equilíbrio e do sistema como um todo.

Como precaução pessoal e complementar à acupuntura, é importante também, nesta época do ano, atenção redobrada para os cuidados que envolvem este órgão, principalmente em relação à alimentação. Optar por refeições mais saudáveis, mais água e menos toxinas. O sabor da estação é o ácido e a cor é o verde, o que significa que os alimentos mais adequados para esta fase – em quantidades moderadas – são os citrinos (laranja, limão, lima), tomate, ameixa, morango, framboesa, ananás, truta, vinagre, espinafre, alcachofra, nabiça, brócolos, espargos, alface, aipo, curgete e couve.

Com esses cuidados, sua primavera ficará mais leve para enfrentar a próxima estação e com certeza a Acupuntura pode te auxiliar nisso, não somente nesta, mas em qualquer época do ano.

Boa Primavera!!!

Venha agende uma consulta, independente oriento que procure um profissional responsável e habilitado para iniciar tratamento do descobrir-se.

Mantenha-se em equilíbrio!! #descobrirseé

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

O autoconhecimento e Florais de Bach

Olá, como estão todos!!

Hoje conversaremos sobre o Autoconhecimento e Florais de Bach, que acham?

Iniciando pelo autoconhecimento… que seria?

Na verdade, autoconhecimento, ou conhecimento de si, e pode ser analisado  através de dois ponto de vista, o ético e como objeto de investigação.

Quando falamos sobre o ponto de vista objeto de investigação, o mesmo é visto como uma coisa simples, ele é a essência de cada ser humano em sua individualidade. Já, do ponto de vista ético ele é o estado que alguém que se encontra para posteriormente ter a oportunidade de ser mestre de si mesmo.

Profundo, não? Podemos concluir que pelo ponto de vista ético, a pessoa se conhece bem melhor, podendo usar esse conhecimento sobre si mesmo com o objetivo de ser um ser humano melhor em todos os aspectos, seja profissional, social, familiar, entre outros. Mas você deve ter percebido, que os dois pontos se cruzam e se completam ao mesmo tempo, sendo, um apenas uma resposta fixa e o outro um resultado de análise mais aprofundada.

E os florais, onde entram?? Os florais são ótimas ferramentas no processo de autoconhecimento e desenvolvimento interior e também ferramentas fantásticas e muito eficientes, que podem ser usados no tratamento complementar de problemas emocionais, doenças crônicas, agudas, entre tantas outras.

Concluímos que além de  sanarem problemas pontuais, os florais são ferramentas maravilhosas quando o assunto é aprendizado e desenvolvimento humano/espiritual. Essas pequenas essências ajudam no processo de descoberta interior, abrindo nossa mente, nossos olhos e nosso espírito para novas percepções e sensações.

Os florais trabalham nossas energias através de vibração gradativa e sutil, fortalecendo nossas emoções e nossa consciência.

Uma dica, conheça um pouco mais deste universo, principalmente se seu objetivo é aprender, perceber-se mais e fortalecer suas reações.

“Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os deuses.” – Sócrates

Bom,agora procure um profissional responsável e habilitado para iniciar tratamento do descobrir-se.

Mantenha-se em equilíbrio!!

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

Tudo sobre acupuntura na gravidez

By Andrea Shima

Uma das grandes vantagens de viver gestação e a criação de filhos nos dias de hoje é poder aproveitar todos os avanços e recursos da área da saúde. Assim, pode-se complementar o pré-natal, o parto e o pós-parto com tratamento como a acupuntura, para o alívio de incômodos, dores e mesmo para que eventos naturais, como a amamentação.

Prática segura durante a gravidez – porém com uma ressalva

A prática principal da acupuntura tem o objetivo de ativar pontos que estimulam e liberam substâncias e hormônios do próprio paciente para cuidar de suas dores e problemas de saúde. Fazendo uma analogia bem visual: “às vezes, as estradas do corpo ficam congestionadas e a acupuntura atua para liberar esses caminhos”, como explica Andrea Shima.

Esta técnica pode ser aplicada em todo o corpo, tanto em pontos locais (como em dores na lombar ou no ciático) quanto em pontos sistêmicos (aqueles que ficam espalhados pelo corpo e interferem de forma geral nos órgãos).

Porém, Andrea Shima salienta que para ter a segurança de que não haverá nenhum acidente neste sentido durante a gravidez, é imprescindível fazer as sessões de acupuntura com um/a profissional comprovadamente experiente no trato com gestantes e muito importante trocar ideias com o obstetra que esteja acompanhando a gestação, e ter desse profissional a aprovação sobre a possibilidade de se submeter ao referido tratamento. 

Feita essa ressalva, o resto é tranquilo: por tratar os pacientes com a ativação do que existe no próprio corpo apenas com as agulhas apropriadas, sem o uso de elementos artificiais, a acupuntura é uma alternativa aos tratamentos medicamentosos. A acupuntura é uma grande aliada em um período em que existem muitas limitações em relação a remédios e outros procedimentos.

Acupuntura durante a gestação

Já nas primeiras semanas da gravidez, quando algumas mulheres podem sofrer pequenos descolamentos de placenta, o método pode começar a ser empregado na gestante, pois pode prevenir que o problema progrida e resulte em um aborto espontâneo.

A acupuntura também serve para aliviar os desconfortos comuns da gravidez, auxiliando no tratamento desde enjoos à oscilações emocionais, passando por dores gerais, inchaço e alterações no sono ou no funcionamento do intestino. 

A quantidade de sessões depende de cada caso e, muitas vezes, já nas primeiras agulhadas a grávida pode ter seu bem-estar de volta – pelo menos até o surgimento de algum outro incômodo típico da gravidez. 

Bebê e sua posição incorreta? A acupuntura pode ajudar

Uma das coisas que mais tiram o sono das futuras mamães que desejam um parto normal é quando o bebê fica sentado ou na transversal dentro da barriga. De acordo com os especialistas, a acupuntura pode ajudar a reverter essa situação. Existem protocolos específicos para aumentar a movimentação fetal e auxiliar em seu encaixe. Neste caso, além das agulhas, utilizamos uma outra técnica da medicina chinesa, chamada moxabustão, que consiste em um bastão de artemísia utilizado para estimular os pontos de acupuntura por meio do calor.

Agulhas a favor do nascimento da criança

Trabalhos de parto lentos, em que as contrações demoram para ficar ritmadas e a dilatação parece não evoluir, podem ser muito beneficiados pela acupuntura. 

A prática também auxilia no estímulo ao início do trabalho de parto. A acupuntura pode amadurecer o colo do útero e induzir o início das contrações, sem a necessidade de indução medicamentosa.

 

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura