Posts

Você sabia que acupuntura não tem contra-indicação?

Olá pessoal, existem muitas dúvidas sobre Acupuntura, entre uma delas se o tratamento com acupuntura possui contra-indicação.

E você sabia que não? Isso mesmo, o tratamento com acupuntura não possui contra-indicação alguma. Para qualquer alteração da saúde ou doença, de problemas agudos a crônicos,  de leves estados alterados a doenças graves.

Absolutamente tudo é passível de tratamento com a técnica da Medicina Chinesa.

O que é importante salientar, alguns estímulos e regiões corporais ou pontos com ações específicas dever ser evitados por razões também específicas que qualquer profissional capacitado saberá quando fazê-lo.

Vou citar algumas dúvidas:

Gravidez, algumas pessoas acreditam que acupuntura não pode ser realizada em grávidas. Isso é um grande equívoco, já que estudos comprovam que esse tratamento alternativo apresenta alívios nos enjoos, nas dores nas costas, tonturas entre outros sintomas conhecidos durante este período de gestação.  O que é contra-indicado é o estímulo de alguns pontos que podem ser abortivos. Ou seja, acupuntura em sí não é contra- indicada.

Câncer, a acupuntura é muito bem recomendada para pacientes que estão em tratamento contra câncer, pois alivia os efeitos colaterais da quimioterapia além de minimizar a ansiedade numa situação em que é fundamental que se tenha controle emocional.  O que tem que ser evitado são estímulos nos tecidos cancerosos ou ainda pontos em que haja o estímulo do metabolismo quando este deve ser evitado.

Essas são algumas das muitas duvidas apresentadas, mas por esses apontamentos podemos ver que acupuntura é uma técnica de tratamento indicada para qualquer situação ou qualquer idade que envolva a saúde física e emocional e tem uma atuação excepcional tanto sob a ótica terapêutica quanto preventiva.

Vamos conhecer melhor o tratamento com Acupuntura??

Venha agende uma consulta, independente oriento que procure um profissional responsável e habilitado para iniciar tratamento do descobrir-se.

Mantenha-se em equilíbrio!!  #descobrirseé

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

Acupuntura na estética facial

Existe Acupuntura Estética??

Sim, existe sim. Atualmente com a procura de terapias naturais, torna-se mais intenso o uso da acupuntura, quer seja com propósitos curativos e de prevenção, ou com a finalidade de conseguir resultados que vão melhorar a beleza favorecendo deste modo a autoestima e o bem estar das pessoas.

Na acupuntura sistêmica as agulhas são colocadas em pontos específicos para trabalhar os mais diversos tipos de obstrução de energia. Na estética, geralmente se usa a acupuntura como uma forma de apoio ou de complemento às técnicas ditas convencionais.

Neste artigo falaremos sobre estética facial, espero sanar assim algumas duvidas sobre esse procedimento.

Acupuntura estética facial

O procedimento é feito igual as sessões de acupuntura tradicionais. Os pontos de energia do corpo que estão em desequilíbrio são estimulados com agulhas, eletroacupuntura, e outros.

Em caso de rugas profundas, o tratamento de acupuntura tem como objetivo harmonizar a pele dando maior vitalidade. Proporciona maior firmeza, fortalece a musculatura, preenche sulcos e melhora a qualidade da pele.

Para se obter um resultado ainda mais profundo e rápido, pode-se fazer uso da eletroacupuntura, que nada mais é que um trabalho de estimulação celular profundo e que desempenha um papel surpreendente na área de estética facial. A aplicação é rápida, dura cerca de 15 minutos no total.

Resumindo, esse procedimento diminui rugas e marcas de expressão, melhora o tônus da pele, combate manchas, melasmas, reduz a acne,  edemas (bolsas suboculares), olheiras  e cicatrizes. E está sendo cada vez mais utilizada por promover um lifting natural, não alterando a expressão facial, sendo menos agressiva a pele e tecidos, proporcionando resultados duradouros e ser mais acessível financeiramente.

Deseja conhecer melhor o tratamento, venha agende uma consulta, independente oriento que procure um profissional responsável e habilitado para iniciar tratamento do descobrir-se.

Mantenha-se em equilíbrio!! 

#descobrirseé

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

Acupuntura e as dúvidas mais comuns!

Adoro esses nossos encontros sabiam??…

Andei pesquisando sobre qual assunto deveríamos explanar hoje e depois de muito estudo, percebi  como existe muitas dúvidas sobre Acupuntura, resolvi pontuar as perguntas mais frequentes e de forma simples respondê-las, vamos começar pelo ponto chave ACUPUNTURA.

O que é acupuntura?

Como comentei em artigos anteriores, acupuntura é uma técnica terapêutica da Medicina Tradicional Chinesa, que consiste na aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo, promovendo estímulo dos mesmos e com isso são capazes de tratar diversas doenças físicas ou emocionais  como enxaquecas ou artrite por exemplo, além de melhorar o sistema imunológico.

Para que serve?

Além dos casos de dor, várias doenças funcionais podem ser tratadas pela acupuntura. Dentro da concepção chinesa, a doença é uma manifestação de desequilíbrio, e a acupuntura seria uma forma de readquirir a harmonia perdida. Entre muitas outras doenças tratáveis pela acupuntura estão: dores em geral, especialmente do aparelho músculo esquelético, gastrite, stress, depressão, distúrbios hormonais, insônia, asma, distúrbios menstruais, paralisia facial, sinusite, incontinência urinária, obesidade, fibromialgia…

Além dessas doenças, a acupuntura pode também ser utilizada no tratamento de doenças e distúrbios emocionais como ansiedade, excesso de estresse ou depressão, por exemplo.

As agulhas podem transmitir doenças?

Sim, se o procedimento não for realizado de forma correta, pois a acupuntura deve ser feita com agulhas descartáveis, pois a sua reutilização aumenta as chances de contrair algumas doenças como hepatite ou meningite, por exemplo.

Por isso, quando for realizar um procedimento de acupuntura deve assegurar de que esta é feita por um profissional competente, e que segue as normas da Anvisa que obriga à utilização de material descartável.

Quais os tipos de Acupuntura?

Bom, existem diversos tipos de acupuntura, e cada uma apresenta uma função diferente:

1. Acupuntura auricular

A acupuntura auricular, também conhecida como Auriculoterapia, pode ser usada para tratar dores, doenças físicas ou emocionais e pode ser realizada com ou sem agulhas. Esta técnica é feita nas orelhas, e quando não são utilizadas agulhas, podem ser usadas sementes de mostarda ou outras pequenas esferas que são colocadas em determinados pontos da orelha.

2. Acupuntura estética

No caso da acupuntura estética, esta técnica visa a aplicação de agulhas em determinados pontos do corpo para melhorar a circulação sanguínea, promover o crescimento das células de sustentação, combater a gordura localizada e ajudar a drenar os líquidos em excesso. O efeito da agulha aumenta o metabolismo, acelera o processo de divisão celular, ativa a produção de colágeno. Os músculos faciais ficam mais rígidos, e o aspecto geral da pele melhora. Além da face é possível cuidar também da flacidez de uma área crítica, na qual os sinais de envelhecimento são notados com facilidade.

3. Acupuntura para emagrecer

Como já é sabido e explanado em artigo anterior, OBESIDADE E ACUPUNTURA, a acupuntura é um potente inibidor da ansiedade, controlando assim a compulsão por doces, massas, refrigerantes e os alimentos que  devem ser ingeridos moderadamente. Existe a combinação dos pontos que inibem o apetite, agem contra a retenção de líquidos, tonificam a musculatura, por isso tem também uma excelente resposta na estética, além dos pontos que melhoram a auto estima, e a disposição. Por ter uma ação tanto na parte fisiológica quanto psicológica, a acupuntura minimiza muito a necessidade do uso de medicamentos. Porém, friso que nada disso adianta sem uma dieta orientada e individualizada, e uma atividade física regular também orientada de acordo com as suas necessidades.

Quando procurar um acupunturista?

De preferência no início dos sintomas. Como sabemos, quanto mais recente o problema, maior e mais rápida a possibilidade de resolvê-lo. O lado preventivo da acupuntura consiste na possibilidade de ir contra a doença antes que ela se manifeste em sua plenitude.

Posso misturar outros tratamentos com a acupuntura?

Sim, Claro. E em alguns casos é altamente recomendável, como por exemplo pacientes em Quimioterapia (tratamento do câncer), a acupuntura é benéfica na eliminação de alguns efeitos adversos da terapia (vômitos, vertigens,etc.). Além que a acupuntura pode potencializar o efeito de medicamentos, uma vez que o paciente está com a sua energia mais equilibrada , podendo ser possível a redução da dosagem de certos medicamentos, entre outros.

A acupuntura dói?

Quando executada por por um profissional habilitado o procedimento praticamente indolor. A dor existe em alguns pontos e também em alguns perfis de paciente ela pode ser maior que o normal. A acupuntura pode produzir algumas sensações, como sensação de peso nos membros, ardência e coceira ao redor dos pontos e sensações de leves choques, sensações essas normais e indicam que a acupuntura já está mobilizando a energia do paciente.

Quais os efeitos colaterais da acupuntura?

Posso dizer é que ela não apresenta efeitos colaterais. Mas é interessante notar que a maioria dos pacientes que relatam uma “sonolência irresistível” após a acupuntura são, em geral pacientes estressados e com distúrbios no sono, o que sugere que a sonolência nada mais é do que a necessidade do corpo descansar.

A Acupuntura trata tudo?

Podemos dizer que sim, partindo do pressuposto que toda doença ou sintoma é um desequilíbrio energético e que a Acupuntura faz o reequilíbrio. Aqui devo citar que como todo tratamento há limitações, na Acupuntura não poderia ser diferente. A grande vantagem não tem contra-indicações e nem efeitos colaterais.

É necessário esperar um encaminhamento, para iniciar um tratamento com Acupuntura?

Por ser diferente dos tratamentos convencionais, alguns profissionais da saúde conhecem esta técnica, porém a maioria não fará o encaminhamento. Mas deixo claro, que nada impede o paciente de iniciar o tratamento. O diagnóstico energético não depende do diagnóstico convencional.

E ai, ajudei com alguns esclarecimentos?? Oriento que procure um profissional responsável e habilitado para iniciar tratamento do descobrir-se.

Mantenha-se em equilíbrio!!

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

OBESIDADE E ACUPUNTURA

Antes de falarmos sobre os benefícios relacionados sobre o tema de hoje, vamos entender um pouco sobre Obesidade.
A obesidade muitas vezes é associada a fatores genéticos, a má alimentação ou a falta de exercícios. Porém, é preciso pensar usando uma nova ótica para enxergar o que há por trás do ganho de peso como, por exemplo, os pensamentos e emoções de cada indivíduo. Isto acontece porque o corpo, mente e psique são interligados, ou seja, o que acontece na mente reflete no corpo e vice versa.

Podemos identificar 4 conflitos biológicos totalmente relacionados com a obesidade. São eles:

1.Conflito dos Coletores Renais: Trata-se de um desequilíbrio na capacidade do seu organismo de lidar adequadamente com os líquidos que você ingere ou que deveria eliminar. Os túbulos coletores renais, sendo o tecido
mais antigo dos rins, são governados pela parte mais antiga do cérebro, que é o tronco cerebral. Como os túbulos renais desenvolveram-se a partir do tecido intestinal, eles têm – assim como os intestinos – funções sensoriais, secretoras,reabsorventes e motoras. A principal função dos túbulos coletores renais é coletar a urina produzida no
parênquima renal. Passando pelos túbulos renais, a urina flui pela pelve renal e pelo ureter até a bexiga, de onde é eliminada através da uretra. A retenção de líquido e a obesidade andam de mãos dadas, gerando assim:
• conflito existencial (perdeu tudo, sente-se “explodido”, minha vida ou meu ganha-pão corre perigo);
• conflito de refugiado (sente-se como que “no deserto” ou como “peixe fora da água”);
• profundo conflito de abandono (sente-se isolado, excluído ou completamente só); e
• conflito de hospitalização (medo de ser hospitalizado, sentir-se isolado da família).
2.Conflito do Glucagon: Quando passamos por uma situação de desgosto misturado com medo ativamos este Conflito que leva a uma queda de Glucagon gerando hipoglicemia do organismo que, consequentemente, passa a sentir necessidade de ingerir açúcar constantemente.

*O Glucagon é um hormônio produzido pelo corpo (pelas células alfa do pâncreas) que tem um efeito oposto ao da insulina (produzido pelas células beta do pâncreas), ou seja, aumenta o açúcar no sangue.*

3.Conflito da Contrariedade: Acontece para quem apresenta a Contrariedade Indigesta, ou seja, para pessoas que passaram por vivências de contrariedade e disputa de território, como se fosse uma raiva territorial.
4.Conflito da Auto-Desvalorização: Aqui acontece o famoso efeito sanfona. Sempre que uma pessoa percebe que ganhou peso o seu corpo ativa o programa biológico de sobrevivência e as células entram em necrose diminuindo as células de gordura. Porém, as células voltam a se restaurar e ficam totalmente cheias de líquido dobrando o seu tamanho, ou seja, acabamos por ganhar peso e engordar.

Qual a relação da acupuntura e obesidade?

Normalmente pessoas obesas reclamam de muitas dores e desconfortos, são ansiosos e alguns apresentam sintomas de depressão. É nesse ponto que a acupuntura e obesidade se relacionam, como citamos anteriormente: “o que acontece na mente reflete no corpo e vice versa.”

Sendo assim, compreenda como esses desequilibrio influenciam o ganho de peso e como a acupuntura ajuda a aliviar essa situação.

Depressão, acupuntura e obesidade.

A depressão diminui a produção de alguns hormônios e essa disfunção aumenta a vontade de ingerir alimentos ricos em carboidratos simples (pães, doces e massas). A ingestão exagerada desses alimentos beneficia o ganho de gordura corporal.
A acupuntura age na liberação e regulação dos hormônios propiciando o equilíbrio e o bom funcionamento destes, combatendo assim a depressão que resulta também na diminuição da vontade de comer alimentos calóricos.

Ansiedade, acupuntura e obesidade.

A ansiedade antecede momentos de perigo real ou imaginário e provoca sensações corporais desagradáveis. Para tentar aliviar essas sensações o indivíduo acaba descontando na comida.
Como na depressão a acupuntura reequilibra o organismo regulando a liberação dos hormônios que podem diminuir os sintomas da ansiedade.

Artroses, acupuntura e obesidade.

A obesidade pode desenvolver a artrose, desgaste das cartilagens articulares, que afeta principalmente os joelhos, quadris e tornozelos.
Através da liberação de mediadores inflamatórios e analgésicos a acupuntura alivia a dor, possibilitando a reabilitação juntamente com a fisioterapia.

Qual a solução?

Ser consciente de que perder peso está diretamente relacionado a fatores emocionais e que estes têm total relação com fatores biológicos, a busca de tratamentos integrativos como acupuntura associada a uma boa alimentação e prática de exercícios proporcionará uma melhora significativa na sua saúde.

Importante: Se você é obeso e sofre com artroses fique atento…. o ideal é praticar atividades sem impacto como natação, hidroginástica, andar de bicicleta e musculação. A realização de alongamentos também contribui no alívio das dores.

Bom, agora que você tem o conhecimento que o desequilíbrio emocional afeta diretamente fatores biológicos e a obesidade procure um profissional responsável e habilitado para iniciar seu tratamento.

Mantenha-se em equilíbrio!!

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

Tudo sobre acupuntura na gravidez

By Andrea Shima

Uma das grandes vantagens de viver gestação e a criação de filhos nos dias de hoje é poder aproveitar todos os avanços e recursos da área da saúde. Assim, pode-se complementar o pré-natal, o parto e o pós-parto com tratamento como a acupuntura, para o alívio de incômodos, dores e mesmo para que eventos naturais, como a amamentação.

Prática segura durante a gravidez – porém com uma ressalva

A prática principal da acupuntura tem o objetivo de ativar pontos que estimulam e liberam substâncias e hormônios do próprio paciente para cuidar de suas dores e problemas de saúde. Fazendo uma analogia bem visual: “às vezes, as estradas do corpo ficam congestionadas e a acupuntura atua para liberar esses caminhos”, como explica Andrea Shima.

Esta técnica pode ser aplicada em todo o corpo, tanto em pontos locais (como em dores na lombar ou no ciático) quanto em pontos sistêmicos (aqueles que ficam espalhados pelo corpo e interferem de forma geral nos órgãos).

Porém, Andrea Shima salienta que para ter a segurança de que não haverá nenhum acidente neste sentido durante a gravidez, é imprescindível fazer as sessões de acupuntura com um/a profissional comprovadamente experiente no trato com gestantes e muito importante trocar ideias com o obstetra que esteja acompanhando a gestação, e ter desse profissional a aprovação sobre a possibilidade de se submeter ao referido tratamento. 

Feita essa ressalva, o resto é tranquilo: por tratar os pacientes com a ativação do que existe no próprio corpo apenas com as agulhas apropriadas, sem o uso de elementos artificiais, a acupuntura é uma alternativa aos tratamentos medicamentosos. A acupuntura é uma grande aliada em um período em que existem muitas limitações em relação a remédios e outros procedimentos.

Acupuntura durante a gestação

Já nas primeiras semanas da gravidez, quando algumas mulheres podem sofrer pequenos descolamentos de placenta, o método pode começar a ser empregado na gestante, pois pode prevenir que o problema progrida e resulte em um aborto espontâneo.

A acupuntura também serve para aliviar os desconfortos comuns da gravidez, auxiliando no tratamento desde enjoos à oscilações emocionais, passando por dores gerais, inchaço e alterações no sono ou no funcionamento do intestino. 

A quantidade de sessões depende de cada caso e, muitas vezes, já nas primeiras agulhadas a grávida pode ter seu bem-estar de volta – pelo menos até o surgimento de algum outro incômodo típico da gravidez. 

Bebê e sua posição incorreta? A acupuntura pode ajudar

Uma das coisas que mais tiram o sono das futuras mamães que desejam um parto normal é quando o bebê fica sentado ou na transversal dentro da barriga. De acordo com os especialistas, a acupuntura pode ajudar a reverter essa situação. Existem protocolos específicos para aumentar a movimentação fetal e auxiliar em seu encaixe. Neste caso, além das agulhas, utilizamos uma outra técnica da medicina chinesa, chamada moxabustão, que consiste em um bastão de artemísia utilizado para estimular os pontos de acupuntura por meio do calor.

Agulhas a favor do nascimento da criança

Trabalhos de parto lentos, em que as contrações demoram para ficar ritmadas e a dilatação parece não evoluir, podem ser muito beneficiados pela acupuntura. 

A prática também auxilia no estímulo ao início do trabalho de parto. A acupuntura pode amadurecer o colo do útero e induzir o início das contrações, sem a necessidade de indução medicamentosa.

 

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura