Acupuntura e as dúvidas mais comuns!

Adoro esses nossos encontros sabiam??…

Andei pesquisando sobre qual assunto deveríamos explanar hoje e depois de muito estudo, percebi  como existe muitas dúvidas sobre Acupuntura, resolvi pontuar as perguntas mais frequentes e de forma simples respondê-las, vamos começar pelo ponto chave ACUPUNTURA.

O que é acupuntura?

Como comentei em artigos anteriores, acupuntura é uma técnica terapêutica da Medicina Tradicional Chinesa, que consiste na aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo, promovendo estímulo dos mesmos e com isso são capazes de tratar diversas doenças físicas ou emocionais  como enxaquecas ou artrite por exemplo, além de melhorar o sistema imunológico.

Para que serve?

Além dos casos de dor, várias doenças funcionais podem ser tratadas pela acupuntura. Dentro da concepção chinesa, a doença é uma manifestação de desequilíbrio, e a acupuntura seria uma forma de readquirir a harmonia perdida. Entre muitas outras doenças tratáveis pela acupuntura estão: dores em geral, especialmente do aparelho músculo esquelético, gastrite, stress, depressão, distúrbios hormonais, insônia, asma, distúrbios menstruais, paralisia facial, sinusite, incontinência urinária, obesidade, fibromialgia…

Além dessas doenças, a acupuntura pode também ser utilizada no tratamento de doenças e distúrbios emocionais como ansiedade, excesso de estresse ou depressão, por exemplo.

As agulhas podem transmitir doenças?

Sim, se o procedimento não for realizado de forma correta, pois a acupuntura deve ser feita com agulhas descartáveis, pois a sua reutilização aumenta as chances de contrair algumas doenças como hepatite ou meningite, por exemplo.

Por isso, quando for realizar um procedimento de acupuntura deve assegurar de que esta é feita por um profissional competente, e que segue as normas da Anvisa que obriga à utilização de material descartável.

Quais os tipos de Acupuntura?

Bom, existem diversos tipos de acupuntura, e cada uma apresenta uma função diferente:

1. Acupuntura auricular

A acupuntura auricular, também conhecida como Auriculoterapia, pode ser usada para tratar dores, doenças físicas ou emocionais e pode ser realizada com ou sem agulhas. Esta técnica é feita nas orelhas, e quando não são utilizadas agulhas, podem ser usadas sementes de mostarda ou outras pequenas esferas que são colocadas em determinados pontos da orelha.

2. Acupuntura estética

No caso da acupuntura estética, esta técnica visa a aplicação de agulhas em determinados pontos do corpo para melhorar a circulação sanguínea, promover o crescimento das células de sustentação, combater a gordura localizada e ajudar a drenar os líquidos em excesso. O efeito da agulha aumenta o metabolismo, acelera o processo de divisão celular, ativa a produção de colágeno. Os músculos faciais ficam mais rígidos, e o aspecto geral da pele melhora. Além da face é possível cuidar também da flacidez de uma área crítica, na qual os sinais de envelhecimento são notados com facilidade.

3. Acupuntura para emagrecer

Como já é sabido e explanado em artigo anterior, OBESIDADE E ACUPUNTURA, a acupuntura é um potente inibidor da ansiedade, controlando assim a compulsão por doces, massas, refrigerantes e os alimentos que  devem ser ingeridos moderadamente. Existe a combinação dos pontos que inibem o apetite, agem contra a retenção de líquidos, tonificam a musculatura, por isso tem também uma excelente resposta na estética, além dos pontos que melhoram a auto estima, e a disposição. Por ter uma ação tanto na parte fisiológica quanto psicológica, a acupuntura minimiza muito a necessidade do uso de medicamentos. Porém, friso que nada disso adianta sem uma dieta orientada e individualizada, e uma atividade física regular também orientada de acordo com as suas necessidades.

Quando procurar um acupunturista?

De preferência no início dos sintomas. Como sabemos, quanto mais recente o problema, maior e mais rápida a possibilidade de resolvê-lo. O lado preventivo da acupuntura consiste na possibilidade de ir contra a doença antes que ela se manifeste em sua plenitude.

Posso misturar outros tratamentos com a acupuntura?

Sim, Claro. E em alguns casos é altamente recomendável, como por exemplo pacientes em Quimioterapia (tratamento do câncer), a acupuntura é benéfica na eliminação de alguns efeitos adversos da terapia (vômitos, vertigens,etc.). Além que a acupuntura pode potencializar o efeito de medicamentos, uma vez que o paciente está com a sua energia mais equilibrada , podendo ser possível a redução da dosagem de certos medicamentos, entre outros.

A acupuntura dói?

Quando executada por por um profissional habilitado o procedimento praticamente indolor. A dor existe em alguns pontos e também em alguns perfis de paciente ela pode ser maior que o normal. A acupuntura pode produzir algumas sensações, como sensação de peso nos membros, ardência e coceira ao redor dos pontos e sensações de leves choques, sensações essas normais e indicam que a acupuntura já está mobilizando a energia do paciente.

Quais os efeitos colaterais da acupuntura?

Posso dizer é que ela não apresenta efeitos colaterais. Mas é interessante notar que a maioria dos pacientes que relatam uma “sonolência irresistível” após a acupuntura são, em geral pacientes estressados e com distúrbios no sono, o que sugere que a sonolência nada mais é do que a necessidade do corpo descansar.

A Acupuntura trata tudo?

Podemos dizer que sim, partindo do pressuposto que toda doença ou sintoma é um desequilíbrio energético e que a Acupuntura faz o reequilíbrio. Aqui devo citar que como todo tratamento há limitações, na Acupuntura não poderia ser diferente. A grande vantagem não tem contra-indicações e nem efeitos colaterais.

É necessário esperar um encaminhamento, para iniciar um tratamento com Acupuntura?

Por ser diferente dos tratamentos convencionais, alguns profissionais da saúde conhecem esta técnica, porém a maioria não fará o encaminhamento. Mas deixo claro, que nada impede o paciente de iniciar o tratamento. O diagnóstico energético não depende do diagnóstico convencional.

E ai, ajudei com alguns esclarecimentos?? Oriento que procure um profissional responsável e habilitado para iniciar tratamento do descobrir-se.

Mantenha-se em equilíbrio!!

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

O autoconhecimento e Florais de Bach

Olá, como estão todos!!

Hoje conversaremos sobre o Autoconhecimento e Florais de Bach, que acham?

Iniciando pelo autoconhecimento… que seria?

Na verdade, autoconhecimento, ou conhecimento de si, e pode ser analisado  através de dois ponto de vista, o ético e como objeto de investigação.

Quando falamos sobre o ponto de vista objeto de investigação, o mesmo é visto como uma coisa simples, ele é a essência de cada ser humano em sua individualidade. Já, do ponto de vista ético ele é o estado que alguém que se encontra para posteriormente ter a oportunidade de ser mestre de si mesmo.

Profundo, não? Podemos concluir que pelo ponto de vista ético, a pessoa se conhece bem melhor, podendo usar esse conhecimento sobre si mesmo com o objetivo de ser um ser humano melhor em todos os aspectos, seja profissional, social, familiar, entre outros. Mas você deve ter percebido, que os dois pontos se cruzam e se completam ao mesmo tempo, sendo, um apenas uma resposta fixa e o outro um resultado de análise mais aprofundada.

E os florais, onde entram?? Os florais são ótimas ferramentas no processo de autoconhecimento e desenvolvimento interior e também ferramentas fantásticas e muito eficientes, que podem ser usados no tratamento complementar de problemas emocionais, doenças crônicas, agudas, entre tantas outras.

Concluímos que além de  sanarem problemas pontuais, os florais são ferramentas maravilhosas quando o assunto é aprendizado e desenvolvimento humano/espiritual. Essas pequenas essências ajudam no processo de descoberta interior, abrindo nossa mente, nossos olhos e nosso espírito para novas percepções e sensações.

Os florais trabalham nossas energias através de vibração gradativa e sutil, fortalecendo nossas emoções e nossa consciência.

Uma dica, conheça um pouco mais deste universo, principalmente se seu objetivo é aprender, perceber-se mais e fortalecer suas reações.

“Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os deuses.” – Sócrates

Bom,agora procure um profissional responsável e habilitado para iniciar tratamento do descobrir-se.

Mantenha-se em equilíbrio!!

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

O que é Auriculoterapia, Auriculopuntura, Acupuntura Auricular?

Os três termos do título, citado acima, servem para designar uma técnica que, embora tenha diferentes métodos para ser executada, objetiva e tem como finalidade o mesmo princípio: a utilização da orelha para tratar desequilíbrios  (sinais, sintomas) no corpo humano.

A orelha, ou seja, o pavilhão auricular mantém relações com os órgãos e regiões do corpo através de reflexos cerebrais, a transmissão do sinal através de um estímulo vai até o tálamo, passando pelo cerebelo, tronco cerebral, encéfalo e a todos os núcleos cerebrais.

A Auriculoterapia é indicada como forma de tratamento para as diversas enfermidades existentes, cerca de 200 enfermidades, entre as quais estão: enfermidades de caráter físico, mental e emocional, tais como cefaleias, neurastenia, insônia, dor, ansiedade e etc.

O tratamento se faz geralmente estimulando os pontos com agulhas semi-permanentes ou sementes protegidas com fita micropore por um prazo estabelecido pelo profissional. As agulhas são pequenas e possuem diâmetros distintos para sedar ou estimular os pontos, conforme a técnica empregada, as sementes comumente utilizadas são grãos de mostarda ou de Aprico.

Esse processo de tratamento tem demonstrado ao longo dos séculos, resultados excelentes, e deve ser utilizada de acordo com a necessidade do paciente, pois cada organismo reage de uma forma determinada ao estímulo, cada pessoa é um universo único, a Auriculoterapia tem como objetivo, promover o equilíbrio do paciente e assim o seu bem-estar, é especialmente indicada quando se necessita que o paciente leve o tratamento para casa, pois o paciente pode pressionar as esferas ou semente colocadas nos pontos auriculares, estimulando assim, continuamente o tratamento.

Bom, finalizo sempre frisando, procure um profissional responsável e habilitado para iniciar o tratamento.

Mantenha-se em equilíbrio!!

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

Ventosaterapia: O que é? Como funciona? Quais os benefícios?

Olá!! Você já ouviu falar da Ventosaterapia? Não? Então chega mais que vamos te apresentar um procedimento incrível para manter seu corpo e mente saudáveis!

A ventosaterapia é um tipo de tratamento natural no qual são usadas ventosas para melhorar a circulação sanguínea em um local do corpo. É uma técnica que faz parte da acupuntura, portanto já utilizada há mais de 2.500 anos.  As ventosas criam um efeito de vácuo, que suga a pele, resultando em um aumento do diâmetro dos vasos sanguíneo no exato local. Como resultado, existe uma maior oxigenação destes tecidos, permitindo a liberação de toxinas do sangue e do músculo com mais facilidade. Isso estimula muito a circulação sanguínea e esse aumento de sangue ajuda a nutrir os músculos, alivia tensões, dores musculares e articulares, oferecendo assim vários benefícios para a saúde, além de também auxiliar na parte estética, como um redutor de celulites.

Quais os benefícios?

Dentre os inúmeros benefícios da Ventosaterapia, se destacam para o tratamento de:

  • Desintoxicação do organismo;
  • Dores na lombar da coluna (lombalgias);
  • Dores musculares;
  • Dores abdominais;
  • Cefaléia (dor de cabeça);
  • Problemas digestivos;
  • Hipertensão arterial;
  • Aumento da circulação sanguínea local;
  • Fortalecimento dos vasos sanguíneos;
  • Aumentar a produção de líquido sinovial dentro das articulações;
  • Celulite;
  • Relaxar o corpo e a mente.

Como a ventosaterapia é feita?

De forma bem simples, para o tratamento com ventosas deve-se deixar a área a ser tratada descoberta e aplicar um óleo ou creme hidratante na pele, para permitir que as ventosas deslizem pela pele.

As sessões de Ventosaterapia podem variar de 5 a 15 minutos.

Tem contraindicação?

Sim. A técnica de Ventosaterapia não é indicada nos casos de:

  • Trombose;
  • Tromboflebite;
  • Distúrbios hemorrágicos;
  • Hemofilia;
  • Varizes;
  • Febre;
  • Fratura no local a ser tratado;
  • Gravidez;
  • Convulsões;
  • Locais que apresentam feridas ou sinais de infecções;
  • Durante o tratamento contra o câncer (isso pode favorecer que o câncer se espalhe para outras regiões do copo).

Em outros casos não é exatamente uma contraindicação, mas são pessoas que devem tomar mais cuidado e se consultar com um médico previamente. São elas:

  • Pessoas com pressão alta descontrolada;
  • Logo após a prática de exercício;
  • Aplicação em regiões que não têm uma boa camada muscular.

Ventosaterapia para celulite?

Simmmm, você leu certinho…. como citado, a Ventosaterapia pode ajudar a tratar e reduzir as celulites. Como a principal ação da técnica consiste em melhorar a circulação sanguínea e que, consequentemente elimina as toxinas, isso faz com que as celulites sejam aliviadas. Mas é importante ressaltar que esse tratamento não deve ser o único feito para controlar as celulites, pois ela pode favorecer a flacidez. Nesses casos é indicado que se use simultaneamente cremes próprios para tratamento de celulites.

Será que consegui tirar algumas duvidas? Agora, segue a recomendação de sempre procure um profissional responsável e habilitado para iniciar tratamento do descobrir-se.

Mantenha-se em equilíbrio!!

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

Acupuntura e Florais: Saúde Física e Emocional

“Não existe cura autêntica, a menos que exista uma mudança de perspectiva, uma serenidade mental e uma felicidade interna”. Edward Bach

Muitos possuem a curiosidade em saber como são realizados os dois tratamentos alternativos citados acima, hoje irei explicar um pouco sobre eles…

Vamos começar pelos florais. A Terapia Floral é um tratamento complementar que atua sobre o estado emocional e forma um sistema terapêutico que têm por objetivo tratar o paciente de acordo com sua condição física e emocional.

As Essências Florais são fórmulas elaboradas de acordo com o histórico de cada paciente e pode ser também um complemento ao tratamento de Acupuntura, possibilitando maior segurança e equilíbrio vital. Ressalto que o tratamento pode ser feito com as terapias em conjunto ou separadamente. Todas tem duração de uma hora, porém a Sessão de Acupuntura, na maioria das vezes, é realizada semanalmente e a Terapia Floral mensalmente.

O que podemos trabalhar  nos tratamentos complementares?

Vários sintomas que incomodam, atrapalham nosso dia-a-dia, tais como insônia, cansaço, angústia, irritabilidade, tristeza, medo, falta de concentração e persistência, preocupação, indecisão, ansiedade, dores de cabeça, cólicas menstruais, dores musculares e articulares, dores crônicas e agudas, problemas respiratórios, digestivos, endócrinos, distúrbios menstruais, náuseas e vômitos, gravidez, desequilíbrios no sistema imune, hipertensão arterial, gastrite, esofagite, refluxo, úlcera, hiper e hipotireoidismo, doenças de pele, entre muitos outros.

Acupuntura é um ramo da Medicina Tradicional Chinesa e de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) é um tratamento complementar. A consulta consiste em uma análise completa e aborda questões que vão desde sua queixa principal a hábitos rotineiros como alimentação (dieta, preferências alimentares, alergias, intolerâncias, disfunções), hábitos intestinais, urinários, problemas de saúde física e emocional, características de pulso, olhos, língua, pele, humor, cabelos, voz, respiração e preferências sobre estações e clima.

A sessão é realizada utilizando-se por finas agulhas em pontos específicos para o estímulo de nervos, músculos e tecidos do corpo que irão impulsionar o organismo a produzir substâncias anti-inflamatórias, analgésicas e antidepressivas.

Já a  terapia com Essências Florais, utiliza a forma tradicional que é o uso via oral.

Não esqueça….procure um profissional responsável e habilitado para realizar acupuntura e terapia floral.

Mantenha-se em equilíbrio!!

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

 

Benefícios dos florais para seu bem-estar

Hoje vamos comentar sobre florais !! você  sabia que eles ajudam a equilibrar as emoções e a suavizar os males físicos?

Vamos descobrir como usar essas preciosas gotinhas e como elas podem ser usadas a seu favor.

Os florais são essências preparadas a base de flores, que são indicadas para reduzir a ansiedade, acabar com a insônia, superar traumas, elevar a autoestima. Os florais proporcionam clareza ao nossos pensamentos, revigoram as emoções e nos fortalecem espiritualmente.

A energia das flores é o que explica tantos benefícios. Além de reorganizar as ondas cerebrais, os florais promovem bem-estar já a partir da primeira semana de uso.

As gotinhas funcionam tanto para solucionar uma questão momentânea quanto para um tratamento mais longo, que envolve uma transformação de vida. Cansaço, timidez, insônia, falta de concentração e hiperatividade infantil são alguns dos problemas que também podem ser resolvidos pelos florais.

Curiosidade, como são feitos?

A composição clássica dos florais é 70% água, 30% brandy (conhaque) e duas gotinhas de essência. As propriedades do floral são conservadas por até três meses. Quando há intolerância ao álcool, ou no caso de crianças e animais, ele é substituído por glicerina ou água pura.

Quando conservadas em água, a validade das essências cai para uma semana. O melhor para guardar o floral é colocá-lo em um lugar fresco, longe do sol e de aparelhos eletrônicos.

Como de usar?

A dosagem dos florais, assim como a duração do tratamento, varia de acordo com as suas necessidades. De um modo geral, a recomendação é pingar quatro gotas embaixo da língua, quatro vezes ao dia.

Não é preciso receita médica, mas para descobrir quais essências são perfeitas para você, consulte um profissional especializado, e assim que o resultado for alcançado, basta suspender o uso.

Descubra-se!

Os florais agem em quatro etapas. Se os problemas são momentâneos, é possível encerrar o tratamento já no segundo estágio. Para os mais profundos, é preciso encarar os passos abaixo:

Relaxamento

O mal-estar é amenizado logo no primeiro dia de uso, a sensação de calma e vigor é quase imediata.

Reconhecimento

Os pensamentos clareiam e a coragem para enfrentar a dor e a frustração começa a surgir.

Resistência

Ocorre em tratamentos mais longos, muitas vezes desperta lembranças amargas. Mas nada de desistir! Seu objetivo de calmaria está próximo.

Renovação

Você adotará atitudes e hábitos positivos,  estará Fortalecida.

Será que consegui te ajudar? Agora procure um profissional responsável e habilitado para iniciar tratamento do descobrir-se.

Mantenha-se em equilíbrio!!

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

Florais para Animais – Uma maneira natural de cuidar do seu bichinho

É sabido que a cada dia que passa nossos animaizinhos de estimação fazem mais parte da família e estão mais próximos de nós. Essa ligação faz com que eles percebam nossos sentimentos e, muitas vezes, acabem absorvendo. A partir disso nossos bichinhos acabam desenvolvendo algumas doenças que são típicas dos humanos, como estresse, depressão e ansiedade. Essas condições somadas a nossa ausência temporária e a falta da prática de exercícios podem gerar consequências para a saúde do animalzinho.

Você sabia que para evitar problemas maiores e tratar o bichinho de forma menos invasiva, foram criados os florais para eles?

É sabido atualmente que os bichanos possuem sentimentos e inteligência,  sendo assim a área veterinária se modernizou e se ramificou em várias outras áreas, como a psicologia e a terapia animal. Para lidar com os diversos problemas de estresse ou mudança de comportamento dos animaizinhos, vários tratamentos alternativos e naturais foram criados. Entre eles está o tratamento com essências florais.

Os tipos de florais  para os bichanos são variados, e cada um trata um tipo de problema ou personalidade diferente, pois, é sabido que há raças diferentes de cães e gatos e que possuem traços diferentes nas suas personalidades. Algumas raças tem tendência de desenvolver depressão, e o tratamento com florais pode ajudar a evitar esses problemas ou até servir como um tratamento auxiliar ao médico.

É bom lembrar que todo tratamento com florais para animais deve ser feito depois da consulta com um veterinário, pois ele não substitui os tratamentos com remédios e com profissionais de comportamento canino. O tratamento serve como um adicional – ou seja, é um tratamento complementar.

Como saber se o animal precisa tomar floral?

O mesmo é indicado nos casos em que o animalzinho de estimação apresenta algum distúrbio de comportamento, sendo esse emocional (mudança de casa, chegada de outro animal ou bebê na família, falta de passeios) ou devido a sua própria personalidade, sendo ela agressiva, possessiva, destruidora, medroso, entre outros. Os sintomas comuns que estão relacionados a esses distúrbios são:  impaciência, agressividade, estresse, medo, depressão, possessividade, ciúmes, comportamento destruidor, fazer necessidades fisiológicas fora do local para chamar a atenção e comportamentos que fogem da rotina e do temperamento do seu animalzinho.

As essências de florais para animais são manipuladas e feitas de acordo com as necessidades do cão ou do gato, então é importante que o profissional possa observar e compreender qual é o problema e qual o possível tratamento. Por isso, às vezes esses tratamentos levam um tempo para dar resultado, é só preciso paciência.

Informo que os florais não geram efeitos colaterais nem reações alérgicas nos bichanos uma vez que usam essências de flores extraídas de plantas, ou seja, composições essas de origem natural. Apesar disso, o dono deve acompanhar sempre de perto o tratamento, afinal eles são como filhos e o momento da recuperação é de extrema importância para a convivência.

Bom! Espero que tenha ajudado você a tirar algumas dúvidas, agora procure um profissional responsável e habilitado para iniciar tratamento do seu bichano.

Mantenha-se em equilíbrio!!

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

 

Acupuntura para animais

Hoje em dia existe uma variedade muito grande de tratamentos alternativos que o mercado pet vem oferecendo para inovar ainda mais o mundo dos nossos bichinhos de estimação. Um desses tratamentos mais do que especiais é a acupuntura para animais.

acupuntura para bichanos existe desde os antigos tempos da Dinastia Chang, que durou do ano 1765 a.C. até 1123 a.C., e era comumente utilizada em cavalos.

Desde então várias técnicas foram desenvolvidas para a aplicação da acupuntura em animais diferentes. A acupuntura em animais domésticos, como o cão e o gato, se tornou mais popular no Ocidente, principalmente na Europa e nos Estados Unidos, iniciando no Brasil a pouco tempo.

acupuntura para animais domésticos funciona do mesmo modo como funciona para nós, as reações são estimuladas pelas agulhas que são posicionadas nas terminações nervosas que irão conduzir esse estímulo ao cérebro, que por sua vez responderá. Cada terminação nervosa irá emitir um estímulo diferente. O que difere da acupuntura humana é o tamanho da agulha, bem como a espessura e o diâmetro.

acupuntura é um tratamento diretamente para o corpo como um todo e não somente para aliviar os sintomas, pois melhora a circulação sanguínea, estimula o funcionamento do sistema nervoso, e promove a liberação de substâncias analgésicas e anti-inflamatórias pelo organismo.

Vou tentar sanar algumas dúvidas ….

Para que serve a acupuntura em cães?

Algumas das doenças que a acupuntura pode ajudar a tratar seu cãozinho:

  • Alergias;
  • Alívio de doenças neuromusculares, inclusive sequelas de cinomose;
  • Câncer;
  • Controle da dor;
  • Dermatite acral por lambedura;
  • Distúrbios respiratórios;
  • Distúrbios digestivos;
  • Epilepsia;
  • Incontinência urinária;
  • Paralisias;
  • Problemas comportamentais, como ansiedade de separação;
  • Problemas de coluna.

A acupuntura realmente funciona em cães?

Apesar de que estudos científicos ainda não foram capazes de comprovar a eficácia ou a ineficácia da acupuntura em cães, esta especialidade já foi oficialmente reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). Da mesma forma, em relação aos humanos, a acupuntura já é considerada uma especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), e a sua eficácia é reconhecida inclusive pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Organização Americana de Hospitais Veterinários (AAHA) inclui como procedimento complementar no controle da dor nas suas Diretrizes Para o Controle da Dor, com base em evidências de sucesso nos tratamentos.

É importante saber, entretanto, que, em diversas situações, a acupuntura não irá curar o cão. Mesmo assim, ela pode auxiliar na recuperação e melhoria da qualidade de vida do cão.

Quais são as vantagens da acupuntura?

Como a acupuntura não tem contraindicações ou efeitos adversos, diferentemente da maioria dos medicamentos “normais” (alopáticos), ela permite a redução da dose de medicamentos, e, em alguns casos, obtém resultados além daqueles que seriam possíveis com as técnicas tradicionais de medicina ocidental, podendo ser aplicada em animais de qualquer sexo e idade. 

A acupuntura pode machucar ou fazer mal ao meu cachorro?

Em animais mais sensíveis poderá apresentar desconfortos leves e passageiros. A maioria dos cãezinhos aceitam bem e relaxam durante as sessões; mas, para aqueles que não permitam o uso das agulhas, também existe a “laserpuntura”, que aplica laser de baixa frequência nos pontos de acupuntura.

A acupuntura substitui os tratamentos tradicionais (com medicamentos)?

A acupuntura deve ser usada como um tratamento complementar à terapia tradicional (com medicamentos normais), e não uma substituição. Antes de se iniciar qualquer procedimento, é importante que seja feito um diagnóstico preciso do problema que acomete o cão.

Caso o seu médico veterinário não seja o mesmo que irá fazer a acupuntura no seu cão, certifique-se de mantê-lo informado a respeito do tratamento e dos eventuais progressos e jamais suspenda ou altere as doses de medicações sem antes falar com o seu veterinário.

Quantas sessões serão necessárias para o meu cão melhorar?

A quantidade de sessões necessárias pode variar conforme o tipo de problema que o cão tem. Problemas crônicos normalmente precisam de mais sessões do que os agudos. Faça pelo menos três sessões antes de concluir se a acupuntura está ajudando mesmo o seu cão ou não.

Bom! Espero que tenha ajudado você a tirar algumas dúvidas, e como sempre friso, procure um profissional responsável e habilitado para iniciar seu tratamento, neste caso, a acupuntura veterinária é reconhecida como uma especialidade desde 1995 pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária,sendo assim procure sempre por um especialista  da área.

Mantenha-se em equilíbrio!!

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

ENXAQUECA E ACUPUNTURA

ENXAQUECA! O QUE É ?

Resume em uma tremenda dor de cabeça de intensidade variada, geralmente acompanhada de náusea e sensibilidade à luz e aos sons.  Entre os mais de 150 tipos de cefaleia, há a temida enxaqueca. Duram de quatro até 72 horas — e hoje atinge cerca de 5% da população brasileira.

QUAL A FAIXA ETÁRIA ATINGIDA?

À partir de 6 anos de idade até a terceira idade. Sendo a maior incidência em mulheres de idade produtiva entre seus 20 anos e 40 e poucos anos.

QUAIS AS CAUSAS?

São várias, dentre delas algumas causas desencadeadoras são alterações hormonais, certos alimentos e bebidas, estresse, exercícios ou a ausência desses (sedentarismo), má postura, desnutrição ou alimentação desbalanceada, disfunção da articulação temporo-mandibular (ATM), bruxismo, transtorno de ansiedade, má oxigenação cerebral por entupimento de vasos sanguíneos importantes, cansaço físico e mental (exaustão), baixa ingestão de água e até infecções.

QUAL MELHOR TRATAMENTO?

Em primeiro lugar você tem que se conhecer.

  • Primeira ação é a realização de um check up médico profundo, inclusive com neurologista.
  • Segunda ação é evitar a causa, quando possível.

Após essas etapas, as medidas de tratamento podem ser desde retirada do agente causador, medicamentos preventivos e tratamentos integrativos que podem auxiliar a controlar as enxaquecas, como sessões de acupuntura, correção de postura e atividade física adequada.

Mas, por melhor que seja seu acupunturista ou médico você não souber relatar o que você faz e como age, o tratamento pode ficar incompleto, portanto a importância de se auto-observar muito bem.

E pelo seu bem, pense em soluções que não afetarão sua saúde futura. Não se auto medique o tempo todo ! essa atitude poderá trazer sérios danos à sua saúde comprometendo o funcionamento de seus órgãos (estômago, fígado ou rins).

COMO A ACUPUNTURA AJUDA?

A acupuntura visa reduzir a intensidade dos sintomas e dependendo da causa previne a reincidência das crises.

Há pontos específicos de acupuntura para aumentar os neurotransmissores que regulam a “cascata da dor” – que são os hormônios que interferem na sequência química que bloqueia que a dor ocorra e se mantenha. Além, de pontos que relaxam diminuindo a tensão muscular, que é a número um nas causas de enxaquecas.

É muito comum os neurologistas não conseguirem identificar exatamente a causa raiz da enxaqueca. Principalmente nestes casos a acupuntura traz excelentes resultados uma vez que traz um equilíbrio geral para o corpo.

O QUE MAIS POSSO FAZER!!!

1) Não fique sem se alimentar por mais de 4 horas, evite muito café e alimentos gordurosos;

2) Não exagere nos medicamentos;

3) Faça exercício apropriados para você;

4) Controle o estresse  –  é aqui que a acupuntura vai mais te ajudar !!!!

5) Procure dormir no mínimo 7 horas por dia.

Ajudei você a tirar algumas dúvidas? Agora, quando iniciar o tratamento por Acupuntura procure um profissional responsável e habilitado.

Mantenha-se em equilíbrio!!

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura

 

OBESIDADE E ACUPUNTURA

Antes de falarmos sobre os benefícios relacionados sobre o tema de hoje, vamos entender um pouco sobre Obesidade.
A obesidade muitas vezes é associada a fatores genéticos, a má alimentação ou a falta de exercícios. Porém, é preciso pensar usando uma nova ótica para enxergar o que há por trás do ganho de peso como, por exemplo, os pensamentos e emoções de cada indivíduo. Isto acontece porque o corpo, mente e psique são interligados, ou seja, o que acontece na mente reflete no corpo e vice versa.

Podemos identificar 4 conflitos biológicos totalmente relacionados com a obesidade. São eles:

1.Conflito dos Coletores Renais: Trata-se de um desequilíbrio na capacidade do seu organismo de lidar adequadamente com os líquidos que você ingere ou que deveria eliminar. Os túbulos coletores renais, sendo o tecido
mais antigo dos rins, são governados pela parte mais antiga do cérebro, que é o tronco cerebral. Como os túbulos renais desenvolveram-se a partir do tecido intestinal, eles têm – assim como os intestinos – funções sensoriais, secretoras,reabsorventes e motoras. A principal função dos túbulos coletores renais é coletar a urina produzida no
parênquima renal. Passando pelos túbulos renais, a urina flui pela pelve renal e pelo ureter até a bexiga, de onde é eliminada através da uretra. A retenção de líquido e a obesidade andam de mãos dadas, gerando assim:
• conflito existencial (perdeu tudo, sente-se “explodido”, minha vida ou meu ganha-pão corre perigo);
• conflito de refugiado (sente-se como que “no deserto” ou como “peixe fora da água”);
• profundo conflito de abandono (sente-se isolado, excluído ou completamente só); e
• conflito de hospitalização (medo de ser hospitalizado, sentir-se isolado da família).
2.Conflito do Glucagon: Quando passamos por uma situação de desgosto misturado com medo ativamos este Conflito que leva a uma queda de Glucagon gerando hipoglicemia do organismo que, consequentemente, passa a sentir necessidade de ingerir açúcar constantemente.

*O Glucagon é um hormônio produzido pelo corpo (pelas células alfa do pâncreas) que tem um efeito oposto ao da insulina (produzido pelas células beta do pâncreas), ou seja, aumenta o açúcar no sangue.*

3.Conflito da Contrariedade: Acontece para quem apresenta a Contrariedade Indigesta, ou seja, para pessoas que passaram por vivências de contrariedade e disputa de território, como se fosse uma raiva territorial.
4.Conflito da Auto-Desvalorização: Aqui acontece o famoso efeito sanfona. Sempre que uma pessoa percebe que ganhou peso o seu corpo ativa o programa biológico de sobrevivência e as células entram em necrose diminuindo as células de gordura. Porém, as células voltam a se restaurar e ficam totalmente cheias de líquido dobrando o seu tamanho, ou seja, acabamos por ganhar peso e engordar.

Qual a relação da acupuntura e obesidade?

Normalmente pessoas obesas reclamam de muitas dores e desconfortos, são ansiosos e alguns apresentam sintomas de depressão. É nesse ponto que a acupuntura e obesidade se relacionam, como citamos anteriormente: “o que acontece na mente reflete no corpo e vice versa.”

Sendo assim, compreenda como esses desequilibrio influenciam o ganho de peso e como a acupuntura ajuda a aliviar essa situação.

Depressão, acupuntura e obesidade.

A depressão diminui a produção de alguns hormônios e essa disfunção aumenta a vontade de ingerir alimentos ricos em carboidratos simples (pães, doces e massas). A ingestão exagerada desses alimentos beneficia o ganho de gordura corporal.
A acupuntura age na liberação e regulação dos hormônios propiciando o equilíbrio e o bom funcionamento destes, combatendo assim a depressão que resulta também na diminuição da vontade de comer alimentos calóricos.

Ansiedade, acupuntura e obesidade.

A ansiedade antecede momentos de perigo real ou imaginário e provoca sensações corporais desagradáveis. Para tentar aliviar essas sensações o indivíduo acaba descontando na comida.
Como na depressão a acupuntura reequilibra o organismo regulando a liberação dos hormônios que podem diminuir os sintomas da ansiedade.

Artroses, acupuntura e obesidade.

A obesidade pode desenvolver a artrose, desgaste das cartilagens articulares, que afeta principalmente os joelhos, quadris e tornozelos.
Através da liberação de mediadores inflamatórios e analgésicos a acupuntura alivia a dor, possibilitando a reabilitação juntamente com a fisioterapia.

Qual a solução?

Ser consciente de que perder peso está diretamente relacionado a fatores emocionais e que estes têm total relação com fatores biológicos, a busca de tratamentos integrativos como acupuntura associada a uma boa alimentação e prática de exercícios proporcionará uma melhora significativa na sua saúde.

Importante: Se você é obeso e sofre com artroses fique atento…. o ideal é praticar atividades sem impacto como natação, hidroginástica, andar de bicicleta e musculação. A realização de alongamentos também contribui no alívio das dores.

Bom, agora que você tem o conhecimento que o desequilíbrio emocional afeta diretamente fatores biológicos e a obesidade procure um profissional responsável e habilitado para iniciar seu tratamento.

Mantenha-se em equilíbrio!!

Autoria: Andrea Shima

Fonte: Andrea Shima Acupuntura